Oncofertilidade

O que é oncofertilidade?

Oncofertilidade é a uma nova área médica que une uma equipe multidisciplinar com as especialidades de oncologia e reprodução humana, urologia, cirurgião videolaparoscopista, psicólogo e geneticista, com o propósito de maximizar o potencial reprodutivo futuro de pacientes que vão se tratar do câncer e aqueles que já se curaram deste mal. Baseado na eficácia dos métodos de preservação da fertilidade, criou-se um movimento mundial para que os recursos dessa preservação estejam disponíveis para os pacientes com câncer: a ONCOFERTLIDADE. Como as técnicas de preservação da fertilidade evoluem rapidamente, é fundamental avaliar as diretrizes atuais, a fim de oferecer mais opções adequadas especificamente a cada caso, sua relação risco-benefício, além de considerar os valores morais do paciente.

Em 1971, nos Estados Unidos, a Lei Nacional do Câncer foi assinada, dando fundos para que o recém-criado Instituto Nacional do Câncer (NCI) coordenasse a investigação e os novos avanços médicos a detectar, diagnosticar e tratar o câncer.

Felizmente, existem múltiplas opções de tratamentos para maximizar o potencial de fertilidade futuro. Uma consulta com o médico especialista em reprodução humana deve ser agendada logo após o diagnóstico do câncer, antes de submeter-se à quimioterapia ou radioterapia. Então, esses procedimentos são realizados para, posteriormente, após a cura da doença, obter-se a gravidez. Não existe um tempo limite para o material permanecer congelado, portanto pode-se aguardar até todo o tratamento oncológico ser realizado.

Figura 2

Figura 3

Figura 4