Preservação da Fertilidade na Mulher

As meninas nascem com um número limitado de óvulos. A quantidade de óvulos diminui gradativamente a partir da primeira menstruação até chegar na menopausa, quando já não existem mais óvulos disponíveis para serem fertilizados. A radioterapia e a quimioterapia tendem a acelerar ainda mais esta perda da capacidade reprodutiva. Novas técnicas têm proporcionado esperanças para preservar ou recuperar a fertilidade em meninas e mulheres que são submetidas a tratamentos de câncer. Entre elas estão o congelamento de embriões, tecido ovariano e óvulos, o tratamento medicamentoso e a transposição dos ovários em caso de radioterapia. São muitas as mulheres com tumores que procuram a preservação da fertilidade.